A região que o Sinos banha, está acondicionada a uma população  com mais de 2.000.000 de habitantes, em constante crescimento, cujos esgotos afloram por falta de saneamento, onde a outorga hídrica supre 42 produtores de arroz , onde no menor desalinho climático indústrias de produtos químicos e de metais pesados poluem, onde a população desova seus lixos, de todas espécies possíveis, e sendo seu volume e sua qualidade hídrica acondicionada as condições climáticas rejentes.

Sendo o Comite da Bacia do Sinos um dos mais antigos e o Rio dos Sinos o quarto rio mais poluído, procura-se respostas da sociedade, das entidades mantenedoras do Estado e de autarquias Federais no sentido

A visão da Ong Cururuay e de proteção ambiental permanente, cuja a meta e de preservar e prover sustentabilidade ao meio gerador, ensinando as gerações na recuperação do ecossistema e na sua bio-diversidade. A missão e produzir a recuperação das matas ciliares, das especies nativas em extinção, coibir as extinção de nascentes hídricas, proteger e organizar mutirões de limpeza de lixo nos rios, e prover palestras nas redes de ensino, para que as gerações futuras venham estar preparadas e supridas em informações e atitudes no cuidado do meio ambiente globalizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *